os destaques da tratore por ano: 2002

Esse ano de 2012 a Tratore está completando dez anos de atividades. Nesse espírito de relembrar tudo o que já aconteceu nessa última década estamos preparando dez postagens para mostrar, ano a ano, alguns destaques dos discos que passaram pela Tratore. Com discos dos mais variados gêneros, a Tratore vai lembrar com vocês um pouco a história da música brasileira independente, que certamente ainda vai nos surpreender muito!

Nesse espirito seguem alguns destaques de 2002:

João Carlos Martins e Arthur Moreira Lima – The Preludes (JS. Bach / Frederic Chopin)

Desde o inicio a Tratore trabalhou com os mais variados gêneros musicais, e a música erudita não é exceção. Um disco essencial. Dois dos maiores pianistas brasileiros gravaram os prelúdios de Bach e Chopin e os dispuseram alternadamente em dois CDs. A disposição alternada destes prelúdios realça as semelhanças e os contrastes nas obras e nas interpretações magníficas destes pianistas. Nesse CD duplo podemos ver o melhor da interpretação de João Carlos Martins e Arthur Moreira-Lima. Como grande parte dos discos que colocaremos aqui ele está fora de catálogo há muitos anos, mas é sempre bom relembrar das pérolas que passaram pelo nosso acervo.

Wado & Realismo Fantástico – Cinema Auditivo

Segundo disco de Wado e o primeiro de três discos do artista distribuídos pela Tratore, Cinema Auditivo impressionou pela qualidade de arranjos na época. Pela mescla de canção com instrumentos convencionais e música eletrônica o compositor, instrumentista e cantor alagoano se mostrou desde o início da década passada como um dos importantes músicos que começou a misturar diferentes vertentes de maneira orgânica e inovadora, abrindo espaço para outros artistas que fariam a música popular brasileria contemporânea se tornar a mistura que é hoje em dia. Além desse título Wado teve mais dois CDs em distribuição pela Tratore: A Farsa do Samba Nublado e Atlântico Negro

Luiz Macedo – Bossa eletromagnética

No começo da década de 2000, houve uma importante retomada da música brasileira, mas não de maneira pura. Um ótimo exemplo disso foram os artistas que começaram a misturar, entre outros ritmos, a bossa nova com a música eletrônica. Nesse sentido o primeiro trabalho solo do músico e produtor Luiz Macedo, Bossa Eletromagnética, foi um importante álbum dessa nova apropriação da música brasileira. Uma visão eletrônica e acústica do groove brasileiro, ele tem a participação das vozes de Izzy Gordon e Stela Campos. As duas cantoras que participaram do disco também tiveram seus trabalhos distribuídos pela Tratore. Izzy Gordon com O que eu tenho pra dizer e Negro Azul da Noite, e Stela Campos com Fim de SemanaCéu de Brigadeiro, Hotel Continental e Mustang Bar.

Semana que vem voltamos com mais três discos, dessa vez do ano de 2003!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s