Bate-papo Tratore: Zé Pedro (Joia Moderna)

Zé Pedro se define como um artista dedicado à MPB e é uma enciclopédia do estilo, apesar de se debruçar sobre diferentes gêneros musicais como DJ. Entre sets, remixes, livros e outras empreitadas, Zé também encabeça o selo Joia Moderna, uma das principais antenas que captam a nova música brasileira. Em quatro anos, 33 títulos de destaque foram lançados pela Joia com distribuição da Tratore, colocando no mesmo caldeirão ousados artistas jovens, cantoras conhecidas enveredando por desafios criativos e pérolas de décadas passadas que estavam fora de catálogo. Em uma das passagens recentes de Zé Pedro pela Tratore, ele conversou conosco um pouco sobre a iniciativa do selo.

12186032_10207720607875764_597970940_o

Zé Pedro no escritório da Tratore com a capa do novo álbum de Fafá de Belém, um lançamento Joia Moderna

O início da Joia Moderna foi casual, segundo o DJ e produtor. O ponto de partida foi uma conversa com o também produtor Thiago Marques Luiz, que hoje encabeça o selo Nova Estação. “Estávamos no (bar) Sujinho e ele me disse que tinha feito metade do disco do Taiguara e duas sessões de estúdio com a Cida Moreira, que viraram o (álbum) ‘A Dama Indigna’, mas não sabia direito o que fazer, onde vender esse material”, conta. Decidiram, então, somar forças nos dois lançamentos.

Em sua estreia, a recém-formada Joia Moderna fez um pacote de quatro títulos. Além de “A Dama Indigna” e um álbum com cantoras relendo a obra de Taiguara, o selo incluiu discos inéditos de Zezé Motta e Silvia Maria, que não gravava havia 40 anos. “Devo esse disco da Silvia à minha criança”, conta Zé, fascinado pelas vozes femininas da MPB desde sempre.

“Num primeiro momento a Joia Moderna era uma gravadora de mulheres, mas sempre quando a ideia começa a engessar, quero mudar. Mudo de opinião o tempo todo”, conta Zé. Nos anos seguintes, a Joia Moderna também colocou no mercado vários discos-tributos, dos quais se destacam os em homenagem a Marina Lima, Guilherme Arantes (ambos interpretados exclusivamente por cantoras) e Angela Ro Ro (só com vozes masculinas). Na mesma época, o selo relançou pérolas escondidas da música brasileira, fora de catálogo há décadas, como “Feiticeira” de Marilia Pêra, “Filme Nacional” de Marília Barbosa e o primeiro álbum de Edy Star.

“Mãeana”, primeiro álbum solo de Ana Cláudia Lomelino, é um dos lançamentos mais recentes da Joia Moderna

Em sua fase mais recente, a Joia Moderna tornou-se conhecida por álbuns audaciosos de novos artistas, como “Rainha dos Raios” de Alice Caymmi, “Sem Medo Nem Esperança” de Arthur Nogueira (co-produzido pelo duo paraense Strobo) e “Mãeana” de Ana Cláudia Lomelino. Para o início de 2016 está previsto um álbum de Arthur Nogueira e Arthur Kunz com canções de Antônio Cicero, em comemoração aos 70 anos do compositor. “Também estou conversando com a Bebel (Gilberto), falando com ela que é hora de renovar”, revela Zé Pedro.

Além do prazer da música, o produtor afirma que a Joia Moderna também é direcionada pela deriva das relações afetivas. “Tudo vem do amor, da amizade e da confiança”, conta. O contato com a Tratore não está fora desse ambiente. “É uma proximidade que vira pessoal. Se eu quiser mandar um email às dez da noite para o Mauricio (Bussab), ele responde. Então a Tratore mistura bem trabalho e cafuné, o que eu adoro”, diz Zé Pedro.

“A Joia Moderna vai àqueles lugares onde não tem ninguém. É muito mais uma questão de intuição artística. Me angustia ver pessoas engessadas esperando a grande hora, que não existe mais”, conta Zé Pedro, que concentra em si toda a estrutura do selo. “Sou um apoiador com cara de gravadora. Fecho mil cópias do disco, com ISRC do artista. Não quero direitos sobre a obra. Como o mercado é outro, não dá para pirar em orçamento, tem um budget definidinho. E também acho que a Joia não deve voltar em um artista. Não sou marido, sou amante”, explica, em meio às risadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s