Dicas Tratore: Três sacadas para um bom crowdfunding, com Letrux

Letrux por Ana Alexandrino 2Foto: Ana Alexandrino

por David Dines

Cantora, compositora, escritora e atriz, Letícia Novaes (Letrux) já trilhou o caminho do crowdfunding para seus projetos por três vezes, todas com sucesso — incluindo para seu álbum mais recente, “Letrux em Noite de Climão”. Conversamos com a artista sobre o assunto e ela nos deu três dicas de sucesso para uma campanha de financiamento coletivo.


Conhecida inicialmente pelo trabalho à frente da banda Letuce, Letícia Novaes fez sua primeira campanha de crowdfunding em 2012, para a produção de “Manja Perene”, segundo álbum do grupo. Em 2015, quando decidiu lançar seu primeiro livro, a artista recorreu novamente ao apoio direto dos fãs. Em dois meses, a campanha para a produção do livro “Zaralha: Abri minha pasta” arrecadou mais de R$ 25 mil com a colaboração de 384 pessoas, oferecendo recompensas que iam de livros e CDs assinados até uma tarde de jogos com a artista no Rio de Janeiro.

Em 2017, Letícia contou novamente com a ajuda dos fãs para produzir seu primeiro trabalho musical solo, sob o nome Letrux. O álbum “Letrux em Noite de Climão”, recém-lançado pelo selo Joia Moderna com distribuição da Tratore, foi o resultado do apoio de 434 pessoas, que contribuíram com um total de R$ 37 mil para a produção do álbum. Desta vez, as recompensas também incluíam pocket shows, horas místicas, mapas astrais e piqueniques com a artista.

Uma das inspirações de Letícia Novaes em matéria de crowdfunding é a musicista norte-americana Amanda Palmer, que conta no livro “A Arte de Pedir” a sua experiência de apoio direto e integral do público em mais de 15 anos de carreira. Perguntamos a Letícia que dicas ela daria a outros músicos para que realizem uma campanha de financiamento coletivo de sucesso. Eis as respostas:

1. Seja realista
“Não crie um projeto extremamente mirabolante e lembre sempre de colocar um valor mínimo razoável, como R$ 10. Parece pouco, mas de dez em dez você pode ir longe”, conta a artista.

2. Não seja chato ou invasivo
“Uma coisa é mandar um inbox para aquele amigo que você não vê há tempos, explicando a difícil situação da cultura brasileira hoje em dia. Outra coisa é marcar pessoas que você não dá oi há tempos num post para que colaborem na sua campanha. Não seja essa pessoa. Atenção, respeito e cuidado são fundamentais nessa hora de pedir”, recomenda Letícia.

3. Criatividade!
“Embarque em memes, faça vídeos, explique um pouco mais sobre o que é o seu projeto, conte dos bastidores. Não ache que basta postar o link e pronto. É um exercício diário, lento, cansativo, mas com cuidado, determinação e imaginação seu projeto pode ser bem sucedido”, afirma a cantora.

Leia mais:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s