Dicas Tratore: Entenda seus fãs em três categorias e comunique-se melhor com eles

hand-person-music-crowd-concert-audience-musician-fan-performance-art-stage-performance-party-event-entertainment-performing-arts-rock-concert-musical-theatre-8303

por David Dines

Muitos artistas desenvolvem uma estratégia de comunicação nas redes entendendo seu público como um grande grupo de seguidores. No entanto, existem diferenças no nível de conexão, interação e expectativa que interferem no engajamento. Entender seus fãs em três categorias pode tornar essa comunicação mais eficiente. Saiba como:

Categoria #1: Superfãs

Você os conhece individualmente pelo nome, eles vão frequentemente aos seus shows, compram seus produtos de merchandising e espalham apaixonadamente a sua palavra por suas redes sociais e rodas de conversa. Eles são os primeiros que respondem aos seus posts e te seguem em múltiplas plataformas. São eles também os usuários responsáveis, individualmente, pelo maior número de execuções das suas músicas nas plataformas digitais. Como o nível de conexão com este público é o mais alto, é neste grupo que estarão os seus principais incentivadores em campanhas de crowdfunding, membros de fã-clube e compradores de produtos em pré-venda.

Para conectar bem com este grupo, o mais importante é manter o alto nível de qualidade na produção artística. Aprimore suas composições e arranjos, invista em boas gravações, vídeos, shows e apresentação visual, pois é este grupo que desfruta primeiro e de forma mais profunda do seu conteúdo. Além disso, é importante também desenvolver uma narrativa e uma estratégia de longo prazo nas redes sociais, mantendo uma presença marcante e contínua.

Conecte pessoalmente com as pessoas deste grupo em comentários de posts, respondendo às mensagens nas redes sociais e compartilhando expressões de afeto, entusiasmo e consideração pelo seu trabalho. Reconheça, sempre que possível, o apreço que os membros desse público têm por você.

Categoria #2: Audiência ativa

São os fãs engajados com seu trabalho no presente momento. Eles podem ter chegado à sua música por alguma indicação, leram sobre você em algum lugar ou descobriram sua produção por acaso, e estão impressionados. Este grupo comenta em seus vídeos e posts, envia mensagens breves de parabenização pelo trabalho e inclui aqueles que optam por receber notificações de novidades suas no YouTube, Facebook, Spotify e Deezer. Os fãs desta categoria compartilham sua música com os amigos, vão ao menos a um dos seus shows na cidade em que vivem e, durante uma campanha de crowdfunding, podem ser encontrados frequentemente nas recompensas de valores mais acessíveis.

A comunicação com este grupo funciona melhor em marcos importantes na carreira. Esses seguidores respondem de maneira rápida a anúncios de lançamentos, posts patrocinados, mudanças nas imagens e artes principais nas redes sociais, transmissões ao vivo e quando seu trabalho é citado em uma publicação de um veículo importante. Pensando neste público, é sempre importante compartilhar stories e vídeos de shows, instigando-os a estarem presentes nas próximas oportunidades ao vivo. Este grupo também considera conteúdos de bastidores bem-vindos, uma vez que aprofunda a sensação de intimidade com os artistas.

Categoria #3: Audiência passiva

São fãs em potencial, que têm um conhecimento apenas superficial do que você faz artisticamente. Eles podem ter chegado a você por meio de uma sugestão, um post de grande alcance, uma playlist ou por gostar de sua estética visual, mas há a possibilidade de que sequer tenham ouvido sua música ainda, ou tenham tido contato apenas com sua faixa mais conhecida.

Para comunicar melhor com as pessoas desse grupo, siga-as de volta nas redes e procure entender a demografia e o contexto a que elas pertencem — idade, localidade, gênero e outros artistas que seguem podem ser informações relevantes nessa identificação. Sempre que for interagir com esse grupo de pessoas, converse de forma educada, para que não se crie uma sensação invasiva. Se quiser convidá-las para um grupo no Facebook ou newsletter, peça permissão antes — não abuse da boa vontade delas. Outra boa forma de interação com este grupo é criar campanhas com recompensas nas redes, que motivam um nível maior de engajamento.

Cada categoria contém meios que permitem que a experiência do fã se aprofunde, de modo que ele passe para o grupo seguinte e acompanhe seu trabalho mais de perto. Comunicando bem com os ouvintes de cada categoria, você tem a possibilidade de aumentar consideravelmente o engajamento de sua base de público.

Leia também:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s