Dicas Tratore: O que é um EPK e como ele pode ajudar na sua divulgação?

ritahogan.pngImagem por Rita Hogan

por David Dines

Cada vez mais difundido enquanto ferramenta para jornalistas, produtores, contratantes e outros entes da cadeia da música, o EPK (sigla para electronic press kit, ou kit de imprensa eletrônico, em português) é um jeito sucinto e integrado de fazer com que seu interlocutor entenda a sua proposta musical e o porque ela deveria receber atenção. Saiba o que é e o que incluir:


O termo EPK tem sido usado de diferentes formas ultimamente, servindo tanto para nomear um vídeo-promo apresentando um novo trabalho quanto um link em que são disponibilizados diferentes arquivos importantes para contatos no mercado — incluindo o video-promo. Vamos trabalhar com os dois conceitos.

O vídeo-promo é um recurso muito bem-vindo para mostrar a personalidade do artista e do novo trabalho, mostrando o que os músicos têm de melhor em pouco tempo. O ideal é que mescle uma entrevista sobre o histórico (no caso de um EPK apresentando um artista) ou o processo criativo (para um novo lançamento), mesclando com imagens de divulgação, shows e plateia (essas imagens servem para mostrar o quanto o seu público engaja com sua música ao vivo). A edição deve ser dinâmica, de modo a nunca perder a atenção do espectador. Bons videos-promos têm menos de 10 minutos, passando a mensagem de forma rápida, mas profunda, de modo a interessar fãs, curiosos, comunicadores e profissionais do ecossistema da música. Confira alguns exemplos de artistas da Tratore, como Dani Gurgel e Aíla (para seu último álbum e turnê)

O outro conceito de EPK é mais amplo, em que se reúnem todos os principais documentos e arquivos que alguém do mercado da música irá precisar em uma única página. Confira os exemplos de Kátya Teixeira e Moda de Rock.

Neste tipo de EPK, hospedado em um site próprio, o ideal é incluir um player embed de três músicas (que pode ser o do próprio Spotify, Deezer ou Apple Music, para que o interessado ouça sem precisar sair da página), uma biografia artística, um texto de apresentação do projeto mais recente, fotos em alta (ideal ter imagens tanto de divulgação quanto ao vivo), clipping (trechos de matérias que já saíram sobre você na imprensa), desempenho nas plataformas digitais, outros links e formas de contato direto (e-mail, telefone).

Além da hospedagem no próprio site, também há a possibilidade de usar portais como o SonicBids, ReverbNation e BandZoogle para desenvolver EPKs. Uma adaptação cada vez mais usada também é o compartilhamento de pastas na nuvem (via Dropbox ou Google Drive), contendo uma apresentação visual geral em .pdf ou .pptx e os textos principais em .docx, além dos demais arquivos em foto e vídeo. Organize bem o seu material para que sua música não chegue a um contato importante no mercado e encontre resistência, dificultando o acesso a oportunidades.

Leia também:

Tratore é a maior distribuidora de música independente do país, com mais de 10 mil artistas em catálogo. Desde 2002, disponibilizamos álbuns, EPs e singles em lojas físicas e digitais do Brasil e do mundo. Para distribuir sua música conosco, acesse: www.fonomatic.com.br

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s