Como organizar uma audição virtual do seu lançamento

por David Dines

A audição sempre foi um evento importante dentro de um lançamento de álbum ou EP, apresentando os resultados para um círculo fechado de colaboradores, amigos, artistas e comunicadores antes de chegar ao público. No entanto, com o distanciamento social em função da pandemia do Covid-19, toda a experiência da audição passou a ser virtual. A Tratore tem algumas dicas para criar um momento imersivo com o seu lançamento ainda assim:


1. Qual é o tipo de experiência que você quer criar?

A audição virtual é uma possibilidade intimista de conectar com as pessoas em suas casas, apresentando um trabalho inédito. É importante pensar na dinâmica que você deseja colocar nesse encontro para organizar o seu evento. Você deseja contar sobre o processo criativo e abrir para uma roda de conversa em determinado momento? Ou você deseja criar uma experiência estética impactante? Várias plataformas permitem experimentar com fundos digitais, vídeos e materiais audiovisuais produzidos previamente, entre outras possibilidades criativas.

No entanto, é importante dar destaque ao espaço de interação com o público em tempo real, que é o que vai marcar o tom desse tipo de evento – seja por meio de um chat ou por conversas em áudio e vídeo.

2. Escolha a plataforma – e solicite liberações, se necessário

Com as várias plataformas de transmissão ao vivo disponíveis hoje, é possível criar experiências diferentes dependendo dos recursos de cada uma. No entanto, algo a se observar é que algumas delas fazem reivindicações automáticas de direitos sobre as músicas, o que pode fazer com que a transmissão seja interrompida ou tenha trechos silenciados. Para que isso aconteça, é necessário pedir liberação com antecedência junto à distribuidora. Também é importante ter em mente que, dependendo do meio que você escolher transmitir ao vivo, é possível que a live fique aberta para outras pessoas além do seu círculo de convidados.

Caso você vá fazer uma sessão para poucos convidados, o Zoom é uma boa opção, devido aos seus recursos – ainda que não ofereça áudio em altíssima qualidade. Este post explica como preparar seu Zoom para esse tipo de atividades – clique aqui. Como é uma plataforma para chamadas privadas, não é necessário solicitar qualquer tipo de liberação prévia do conteúdo.

Outra boa possibilidade, com qualidade superior de áudio, é o Twitch. Caso você faça esse evento antes do lançamento nas plataformas, é possível que haja reivindicações automáticas. No entanto, com a nova integração da plataforma com a Amazon Music, é possível utilizar o conteúdo disponível no serviço de streaming dentro de lives exclusivas para assinantes Amazon Prime ou Amazon Music Unlimited, sem risco de reivindicações automáticas atrapalhando a transmissão. Pode ser uma boa solução caso você faça uma audição exatamente à meia-noite da data de lançamento.

Outra possibilidade, mas que faz com que o evento deixe de ser exclusivo para os convidados, é promover uma Watch Party com uma live na sua fanpage no Facebook. Dessa maneira, seus seguidores serão notificados e não apenas os convidados escutarão o novo material com você. Como o Facebook tem uma política estrita de direitos sobre música, o ideal é que você peça à distribuidora a liberação de postagem de conteúdo na fanpage com pelo menos duas semanas de antecedência. E é importante que a live seja a partir de uma fanpage, pois essa liberação não pode ser feita em perfis pessoais.

Na mesma linha do Facebook, também é possível fazer essa audição em um link do YouTube, seja em uma transmissão ao vivo ou uma estreia (Premiere, na qual é possível compartilhar material produzido previamente). O ideal também é pedir a liberação prévia do link ou do canal junto à distribuidora, para que a transmissão não corra riscos. Assim como no exemplo anterior, não há como deixar o link restrito ou não listado em uma live no YouTube, de modo que a audição será aberta ao público e os seguidores poderão ser notificados.

3. Teste seu sistema operacional, conexão e possíveis limitações técnicas

O áudio é o protagonista do seu evento, então é necessário pensar soluções para que chegue com a melhor qualidade possível, sem interrupções e perdas importantes. Dependendo da estrutura, a demanda de processamento de dados provavelmente será menor do que a de uma live profissional, mas é bom que o computador esteja rodando com o mínimo de aplicativos abertos e bom espaço de memória. Também é importante que a conexão à internet seja de boa qualidade e esteja liberada apenas para a transmissão, se possível.

Dependendo da plataforma de transmissão que você escolher, poderá ser necessário rotear o áudio do sistema interno do computador para o aplicativo por meio de outro programa, como o Soundflower ou o Loopback. É importante fazer testes antes para evitar problemas de última hora.

Caso você escolha fazer a live em uma plataforma privada de videochamadas, como o Zoom, vale combinar com os participantes de fecharem temporariamente seus sinais de áudio ou mesmo de câmera, para que a conexão não fique sobrecarregada. Você também pode optar por fazer rodadas de audição em diferentes horários com menos pessoas, para facilitar no aspecto técnico da transmissão.

Leia também:

Tratore é a maior distribuidora de música independente do país, com mais de 10 mil artistas em catálogo. Desde 2002, disponibilizamos álbuns, EPs e singles em lojas físicas e digitais do Brasil e do mundo. Para distribuir sua música conosco, acesse: http://www.fonomatic.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s