Como tornar o YouTube um ambiente de consumo total do seu trabalho artístico?

por David Dines

Muitos músicos que vêm desenvolvendo suas carreiras nas últimas duas décadas têm o YouTube como um ambiente de mídia-arquivo: um lugar onde são postados apenas conteúdos de alto nível, como videoclipes, mas onde não é possível publicar o tempo todo justamente por esse tipo de expectativa sobre o material. Hoje, a situação é outra. Entenda como o YouTube pode ser um lugar central de toda a experiência do artista na atualidade:


Ao longo dos anos, foi sendo estabelecido, a partir da produção de muitos artistas, um padrão de qualidade do material que deveria ser subido nos canais de YouTube de bandas e músicos. O esperado era um plano de ação centrado em videoclipes, visualizers, lyric videos, apresentações ao vivo, versões exclusivas, releituras, conteúdo de bastidores, tutoriais, reacts e outras produções especiais.

Uma questão que sempre preocupou os artistas no YouTube é a questão da necessidade de manter o canal ativo constantemente, devido à entrega algorítmica. Um canal que deixasse de postar pelo menos dois conteúdos por mês poderia ter sua disseminação orgânica diminuída, o que prejudicava estratégias de artistas em desenvolvimento, especialmente diante dessa expectativa de material de alta qualidade. No entanto, esse jogo vem mudando.

A primeira peça importante nesse quesito é o surgimento do YouTube Shorts, que é uma nova categoria de vídeos curtos, com até 1 minuto, que vem ganhando destaque especial dentro da plataforma. Como o Shorts funciona com outra lógica de entrega algorítmica, hoje ele é o principal motor para crescimento de canais e faz com que o YouTube assuma uma lógica mais próxima de outras redes sociais, dedicadas a conteúdos rápidos, espontâneos e autênticos, não precisando apresentar um acabamento refinado

Outro lado positivo do Shorts para muitos artistas é que é possível reaproveitar conteúdos constantemente, seja de outras redes sociais ou do próprio canal. Fez um vídeo curto no celular comentando um assunto em voga nas redes hoje? Isso também é conteúdo para Shorts. Lançou um videoclipe há algum tempo? Faça um corte dele e apresente no Shorts – é uma oportunidade de retomar o engajamento sobre esse material e apresentá-lo para quem não foi exposto a ele ainda. E assim por diante – as possibilidades de utilização são muitas e variadas.

Outros recursos dentro do canal do YouTube que favorecem a ampliação da atuação de artistas e bandas são a aba Comunidade, que proporciona um espaço para postagens e interações com os seguidores, e a possibilidade de realização de lives (que se destacaram principalmente na pandemia e ainda ganham destaque na entrega orgânica ao usuários) e estreias ou premieres (em que um novo conteúdo pode ganhar uma contagem regressiva e um evento digital, mobilizando fãs e ouvintes). Juntando esses últimos dois recursos, também há o live redirect, aberto para todos os usuários que têm mais de mil seguidores, no qual é possível fazer uma transmissão ao vivo e direcionar o público automaticamente para determinado conteúdo ao fim da live.

Outros pontos positivos na ampliação da experiência musical do YouTube são a criação do YouTube Music e do OAC (canal oficial do artista).

Em relação ao primeiro item, a plataforma-irmã dedicada à música possibilitou ao usuário outro tipo de interação com os conteúdos dos artistas, de maneira não necessariamente ligada à imagem. Para quem está acostumado com plataformas de streaming que trabalham apenas com áudio, o YouTube Music oferece a mesma usabilidade, com o adicional de incluir, além dos áudios oficiais, conteúdos que estão apenas no YouTube, como apresentações ao vivo e versões exclusivas.

Já o OAC permite que o artista integre em seu canal conteúdos que estão em páginas de diferentes parceiros oficiais e faça uma conexão desse material com sua página no YouTube Music.

Todos esses recursos estão à disposição dos artistas, que também têm no YouTube uma plataforma pioneira na monetização de conteúdos audiovisuais ligados à música. Hoje, quem se interessa por seu trabalho artístico tem no YouTube um ambiente possível de ter contato com toda a produção oficial e também com você, a partir de conteúdos espontâneos imediatos. Vale a pena repensar a relação com sua estratégia na plataforma, diante das transformações e oportunidades que vêm ganhando espaço e destaque.

Leia também:

Tratore é a maior distribuidora de música independente do Brasil, com mais de 30 mil artistas em catálogo e 8 mil contratos ativos. Desde 2002, disponibilizamos álbuns, EPs e singles em lojas digitais em todo o mundo. Para distribuir sua música conosco, acesse: http://www.fonomatic.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s