Dicas Tratore: 4 diferentes formatos de show para oferecer a contratantes

show

por David Dines

A presença no mercado de música ao vivo é um dos pontos-chave a serem pensados em uma estratégia de carreira. Para isso, pode ser interessante oferecer às casas e produtores não apenas o show que promove o seu último lançamento, mas também algumas outras opções que aumentem o leque de possibilidades, movimentem mais a sua agenda e engajem um público interessado em novidades constantes. Confira alguns formatos de apresentação que você pode desenvolver:

Continuar lendo

Dicas Tratore: Representantes das gravadoras e independentes anunciam criação de banco de dados integrado

Saxophone Musician Performance Band Concert Music
Imagem: MusicOomph

por David Dines

Nessa semana, a IFPI, entidade que representa o mercado fonográfico global, e a WIN, principal organização que representa os independentes em todo o mundo, anunciaram a criação do RDx (ou Repertoire Data Exchange), um banco de dados integrado que centralizará informações sobre fonogramas representados por gravadoras, agregadoras e sociedades de execução pública de todos os tamanhos, em todo o mundo. No que isso implica para os artistas e quando estará em atividade? Saiba mais:

Continuar lendo

Dicas Tratore: 5 recomendações para sua primeira feira no exterior

sxsw.png
Fachada do Austin Convention Center, em Austin (EUA), durante o SXSW 2016.
Foto: David Dines

por David Dines

Entre as principais oportunidades para encontrar parceiros e expandir sua carreira estão as feiras do mercado da música, que agregam milhares de profissionais e possibilitam mais conexões. Se você tem interesse em viajar para participar de uma feira internacional, é importante levar alguns pontos em consideração para ter a expectativa certa e o melhor retorno possível. Confira algumas dicas da Tratore:

Continuar lendo

Série Arredores: Marina Mattoso e a comunicação digital na música

marinamattoso-jangada

por David Dines

Na série de entrevistas Arredores, conversamos com profissionais respeitados que trabalham ao redor da música, criando circunstâncias e possibilidades para que os artistas se apresentem da melhor forma possível. Nossa convidada dessa edição é Marina Mattoso, condutora executiva da Jangada Comunicação.

Há 10 anos à frente da comunicação digital de artistas, eventos e organizações de música, como Gilberto Gil, Back2Black, Adriana Calcanhotto, Maria Rita e a União Brasileira de Compositores (UBC) decidiu embarcar na Jangada regida pela vontade de fazer mais pelo mercado fonográfico na era digital. Para se formar em Jornalismo na PUC-Rio, escreveu a monografia “As turbulências da indústria fonográfica na era digital”. Hoje, na Jangada, trabalha com um time de mais de 15 colaboradores pra entregar estratégia, ativação e resultado aos seus clientes. Confira a conversa:

Continuar lendo